A nova fase criativa do Facebook na AL

A partir de 1º de outubro, trabalho latino-americano do Creative Shop, área de criatividade da rede, passa a ser comandado de Miami por Raphael Vasconcellos. Para o Brasil, ele busca criativo que fique focado no Instagram.

A nova fase criativa do Facebook na América Latina

O Creative Shop, time criativo do Facebook que dá suporte a marcas e agências, entra em nova fase de crescimento na América Latina. Diretor de soluções criativas para a região desde maio de 2012, Raphael Vasconcellos (ex-AgênciaClick) comandará a segunda etapa de expansão a partir de Miami. A novidade passa a valer oficialmente em 1º de outubro. Mas a mudança com a família para os EUA já foi feita. Apesar da transferência, o brasileiro continuará mantendo forte presença no escritório nacional, em São Paulo, que acaba de ampliar seu espaço.

Em Miami, Vasconcellos contará com um criativo americano, recentemente contratado, para ajudá-lo nos projetos pan-regionais – México e Colômbia, por exemplo, têm crescido bastante suas bases de usuários no Facebook – e também nos focados no público hispânico dos EUA. A nova configuração do Creative Shop América Latina consolida o trabalho da equipe, que tem oito profissionais atuando para a região, nas operações em São Paulo, Buenos Aires e Cidade do México.

Neste ano, o Facebook viveu intensos momentos criativos em seus escritórios latinos, principalmente devido à Copa. O Brasil desenvolveu diversos projetos de cocriação. “A Copa foi muito importante. Ela derrubou mitos, como o de que as pessoas não gostam de ver vídeos no celular. De maio a julho, tivemos um crescimento de 50% na audiência de vídeos. No total, chegamos a um bilhão de vídeos/ dia nesse período. E 65% dessa audiência foi mobile”, revela Vasconcellos, citando números globais. O consumo desse tipo de conteúdo teve grande impulso com o Mundial. Um dos cases de destaque no Brasil foi o da Budweiser, que estreou no País, na abertura da Copa, um formato premium de vídeo publicitário, até então restrito aos EUA. O filme “O grande show”, criado pela Africa, ficou no ar por 24 horas e, por meio desse formato, foram exibidos em uma espécie de carrossel os dois comerciais anteriores da campanha, “Aeroporto” e “Backstage” (leia mais em “Facebook, o maior estádio do mundo“).

O Brasil, que continua sendo o hub do Creative Shop na América Latina, abrirá vaga na equipe para um criativo que ficará dedicado ao Instagram. Em julho, o time já havia sido reforçado com a chegada de Daniel Bottas (ex-One Digital e DM9DDB). Agora, Vasconcellos analisa currículos para o novo posto. Discutir estratégias criativas para as empresas no Instagram será uma das missões da equipe. Nos EUA, algumas marcas já exploram criativamente oportunidades na rede social de imagens, adquirida pelo Facebook em abril de 2012. “Assim como fizemos com o Facebook, vamos ajudar a construir marcas na plataforma”, diz. O País faz parte do top 5 global da rede. Vasconcellos acredita que em 2015 o mercado terá uma explosão de cases de marcas no Instagram.

O Creative Shop, dirigido globalmente por Mark D´Arcy, tem as seguintes macro divisões, além da América Latina: Europa e África, Ásia e Oceania e Estados Unidos, subdivididos em Costa Leste e Costa Oeste.

 

 

 

 

 

 

Via Meio & Mensagem

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s