Bill Gates e o Omniprocessor

Sempre envolvido em causas humanitárias, Bill Gates assume uma nova empreitada: levar água potável a lugares carentes. Por meio da Fundação Bill e Melinda Gates, o executivo convidou alguns pesquisadores a desenvolver soluções para o problema.

Sempre envolvido em causas humanitárias, Bill Gates assume uma nova empreitada: levar água potável a lugares carentes. Por meio da Fundação Bill e Melinda Gates, o executivo convidou alguns pesquisadores a desenvolver soluções para o problema.

Pensando nisso, a empresa Janicki Bioenergy criou o Omniprocessor, uma máquina engenhosa que transforma dejetos humanos em água e eletricidade. A máquina recolhe quantidades significativas de dejetos e reaproveita tudo em um processo que dura alguns instantes.

De acordo com os criadores, a máquina é capaz de produzir 86 mil litros de água por dia e 250 kw de eletricidade, a partir de dejetos de 100 mil pessoas.

Em um vídeo publicado no YouTube, Gates aparece bebendo um copo de água da máquina:

O Omniprocessor será levado para Dakar, no Senegal, para iniciar um projeto piloto que oferecerá água potável para a população.

 

 

 

 

 

 

Via Update or Die

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s