Jornais europeus assinam editorial em conjunto sobre o Charlie Hebdo

O incidente envolvendo o atentado à revista Charlie Hebdo comoveu a imprensa internacional. Ontem (7) à noite, horas depois do ataque que terminou com a morte de 12 pessoas em Paris, alguns dos maiores jornais europeus se uniram para produzir um único editorial.

O incidente envolvendo o atentado à revista Charlie Hebdo comoveu a imprensa internacional. Ontem (7) à noite, horas depois do ataque que terminou com a morte de 12 pessoas em Paris, alguns dos maiores jornais europeus se uniram para produzir um único editorial. O texto, publicado em conjunto pelos diários El País, Le Monde, The Guardian, Süddeutsche Zeitung, La Stampa e Gazeta Wyborcza, dizia que as publicações europeias vão continuar apurando e publicando as matérias com o mesmo ímpeto de sempre. “Nós, os jornais europeus que trabalhamos juntos habitualmente dentro do grupo Europa, continuaremos dando vida aos valores de liberdade e independência que são o fundamento de nossa identidade e que todos compartilhamos”, diz um trecho.

Abaixo segue o editorial na integra, traduzido para o idioma português pelo El País Brasil:

“O atentado cometido em Paris na quarta-feira 7 de janeiro contra o Charlie Hebdo e o odioso assassinato de nossos colegas, ferrenhos defensores do pensamento livre, não é apenas um ataque à liberdade de imprensa e à liberdade de opinião. É além disso um ataque aos valores fundamentais de nossas sociedades democráticas europeias.

Já nos últimos meses, a liberdade de pensar e informar estava sob a mira, com a decapitação de outros jornalistas, norte-americanos, europeus e de países árabes, sequestrados e assassinados pelas mãos da organização Estado Islâmico. O terrorismo, seja qual for sua ideologia, rechaça a busca da verdade e não aceita a independência de espírito. O terrorismo islâmico, ainda mais.

Depois de negar-se a ceder às ameaças por ter publicado, há quase 10 anos, caricaturas de Maomé, o jornal Charlie Hebdo não mudou em nada sua cultura da irreverência. Com o mesmo ânimo, nós, os jornais europeus que trabalhamos juntos habitualmente dentro do grupo Europa, continuaremos dando vida aos valores de liberdade e independência que são o fundamento de nossa identidade e que todos compartilhamos. Continuaremos informando, investigando, entrevistando, editando, publicando e desenhando sobre todos os temas que nos pareçam legítimos, em um espírito de abertura, enriquecimento intelectual e debate democrático.

Devemos isso a nossos leitores. Devemos isso à memória de todos os nossos colegas assassinados. Devemos isso à Europa. Devemos isso à democracia. “Nós não somos como eles”, dizia o escritor tcheco Vaclav Havel, opositor do totalitarismo que triunfou e se tornou presidente. Essa é nossa força.”

 

 

 

 

 

 

 

Via AdNews

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s