Barbie com reconhecimento de voz e Wi-Fi causa polêmica

czrqhnrlmff3bk3a9r65490vz

Uma Barbie com Wi-Fi que conversa com as crianças pode não chegar às lojas segundo o jornal britânico The Guardian. Anunciada como a primeira boneca interativa em uma feira em Nova York, nos Estados Unidos, a Hello Barbie utiliza uma tecnologia de reconhecimento de voz similar a da Siri, da Apple, e do assistente de voz Google, o Google Now, para compreender o que a criança está dizendo. E, mais do que isso, para fazer a Barbie responder à criança.

As capacidade interativas da Barbie são responsabilidade de uma startup dos Estados Unidos chamada ToyTalk, que recebe e interpreta as conversas gravadas antes que o programa de respostas pré-programadas rode dentro da boneca. Os dados são armazenados para respostas futuras segundo explicou a empresa.

“A ToyTalk e Mattel só vão usar as conversas gravadas pela Hello Barbie para operar e melhorar nosso produto, para melhorar o desenvolvimento do reconhecimento de voz para as crianças, e para melhorar o processamento da linguagem natural”, disse um porta-voz ToyTalk.

O brinquedo se conecta a internet via Wi-Fi e é capaz de compreender e responder a padrões de linguagem natural complexas. A boneca pode responder a perguntas desenvolvidas a partir de dados recolhidos em conversas prévias com a criança, tais como “o que eu deveria ser quando crescer?”. Em uma demonstração gravada em vídeo, a boneca sugere que a promotora poderia ser uma dançarina ou um político porque disse anteriormente gostava de palco, ou um “político dançante”.

Antes de a boneca ser utilizada, os pais devem criar uma conta e concordar com várias políticas de privacidade. O brinquedo só ouve o filho depois de que um botão é pressionado, levando-o a fazer uma pergunta. O áudio gravado é criptografado antes de ser enviada pela internet. De acordo com a política de privacidade do ToyTalk, a empresa compartilha gravações de áudio com terceiros que “ajudam no reconhecimento de voz” e que esses terceiros podem manter todos os dados relacionados com esses arquivos salvos.

Privacidade das crianças em jogo

A tecnologia de reconhecimento de voz da ToyTalk utilizado pela Mattel opera de uma maneira semelhante a qualquer outra, incluindo funções de pesquisa por voz. Mas a falta de compreensão do usuário, no caso, da criança, que são potencialmente incapazes de compreender que suas ações estão sendo monitorados e se envolvem de forma ingênua, levantaram preocupações.

Segundo advogados consultados pela reportagem do The Guardian a maior preocupação é com os dados enviados para empresas terceiras, gravações com informações que podem revelar a intimidade das crianças. “Se eu tivesse um filho pequeno, ficaria muito preocupada que as conversas íntimas do meu filho com a boneca estivessem sendo registradas e analisadas”, disse a professora Angela Campbell da Faculdade de Direito da Universidade de Georgetown.

Na demonstração da Mattel, a Barbie faz, de acordo com os advogados, perguntas cujas respostas demandam uma grande quantidade de informações sobre a criança, seus interesses e sua família. E esses dados possuem grande valor para os anunciantes e poderiam ser erroneamente usados pela empresa para comercializar produtos.

“As crianças que brincarem com a Hello Barbie não estão apenas falando com uma boneca, elas estão falando diretamente para um conglomerado de brinquedos cujo único interesse é financeiro”, disse Susan Linn, diretora-executiva da Campanha por uma Infância Livre de Comerciais. O grupo está tentando impedir a venda do brinquedo, programado para chegar às lojas no Natal.

Via Ig Tecnologia

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s